Força na peruca

teu cabelo te condena

SextaSessão*

Mudar o cabelo para pior é algo que acontece com as melhores cabeças. Mas abrir o berreiro no meio do salão de beleza é o fim do phino. Não cheguei a esse estado de desatino, mas já cometi estragos emblemáticos nos pêlos superiores e inferiores, além de cabeça de irmão humano e irmãos caninos. Oferto aqui umas dicas para manter a phinesa pilosa. Para todas as idades:

Infância

Não pense que cortar franja é como recortar na aula de artes do colégio. E se for mesmo fazer, não use a mesma tesoura da escola, com a lâmina toda grudada de tenaz.

Não tente desbastar a sobrancelha com a Gilette que a mamãe usa para depilar as pernas. Teus movimentos manuais são muito menos sutis quanto tu pensa.

Puberdade

Se tua mãe te deixar numa esquina e disser “ali é o cabeleireiro com quem marquei a tua permanente”, olhe direito para onde ela aponta e não entre no salão do outro lado da rua, onde vão te deixar parecendo uma ovelha.

Não pense que pode fazer sozinha, em casa, luzes no cabelo.

Adolescência

Não corte o cabelo do teu irmão de 6 que tem cachinhos dourados e quer um visual mais masculino. O moleque nem vai notar a catástrofe, mas o resto da família nunca vai te perdoar.

Não corte os bigodes do pintcher porque estão desproporcionalmente grandes para o tamanico dele nem o pêlo das pontas das orelhas do poodle porque elas esfregam na comida. Sua mãe não tem o mesmo senso estético que você.

Se tens um cabelo liso indomado, não compre um alisador de farmácia e peça para a sua irmã de 14 anos aplicar. Não vai ficar liso escorrido, vai virar vassoura.

Não experimente descolorir os pêlos pubianos (mas se quiser mesmo, leia dica no último comentário do post). O processo arde e o aspecto é ridículo. Se estiver numa entre-safra de namorados, vale para dar risada.

Adulta

Não pinte em casa os cabelos de preto-azulado, vermelho-grená ou ruivo-scully pensando que vai ficar lindo e sedoso. A recuperação será longa e dolorosa.

Não invente pedir à depiladora dos países baixos um modelo original e exótico. Se tiveres um mínimio de senso do ridículo, deixará de usar a área até que volte ao normal.

Se fores míope como um morcego, não tire os óculos depois de pedir um corte curto e repicado. Depois do desastre, não telefone aos prantos para o namorado. Ele vai ficar assustado e vai te deixar mais infeliz.

Não corte Chanel se você já tentou antes e ficou ruim para o teu formato de rosto só porque o namorado disse “acho tão phino mulher de cabelo Chanel”.

Não compre uma chapa frizadora porque teu namorado “queria tanto ver como tu ficaria de cabelo crespo”. Elba Ramalho, conhece?

Quando fores à China, não entre num cabeleireiro se tu não fala chinês. Se pensa que ele entende bem inglês, pensou errado.

*SextaSessão comprou uma peruca a la Farrah Fawcett incentivada por um careca. Acredita que a felicidade é ter cabelos lisos, sapatos maravilhosos e jeans tamanho 38. Quer deixar a juba crescer até a cintura. Enquanto espera isso acontecer, escreve e desenha aqui às sextas. Se você não agüentar aguardar uma semana, também pode encontrá-la aqui.

9 Comentários

Arquivado em fica aí a dica, SextaSessão, tendência

9 Respostas para “Força na peruca

  1. Cortar cabelo no barbeiro durante a infância sempre foi um horror. Sempre saía de lá com um corte tipo “juruninha cor de fogo”. Ficava nervoso para ir pra escola no outro dia, temeroso dos deboches dos colegas que nunca tardavam. Pânico.

  2. Colega maluca 1

    “Não experimente descolorir os pêlos pubianos. O processo arde e o aspecto é ridículo. Se estiver numa entre-safra de namorados, vale para dar risada.” – conselho de base empírica? hehehe, inevitável a piadinha…

  3. Lari

    O preto azulado e a gilete nas sobrancelhas passaram por aqui também.

  4. Colega Maluca 1, todos os conselhos, desgraçadamente, têm base empírica. Ficou parecendo a cabeça do Supla, uma tristeza.
    Lari, lamento pela tua infelicidade capilar, mas fico aliviada em saber que não estou sozinha.

  5. Sextasessão, tu tens encosto de “cabelelero”, só pode.

  6. l´andreis

    Vocês são tãão ousados. Nós, classe AAA+, não arriscamos tanto. No máximo, uma brazilian e um corte curto na adolescência. Com o Hugo aqui de Porto Alegre. Cabelo é o pau que a gente não tem. Cuide dele!

  7. Pingback: Dia de cortar cabelo para fora « Sextasessao’s Weblog

  8. Pingback: Epifanias têm olhos azuis « Em busca do phino

  9. Dica para quem insiste em pesquisar no google “como descolorir pêlos pubianos”:

    1 – use descolorante de qualidade, nada de marca tabajara.
    2 – água oxigenada volume 20 (não use 30 ou mais, é muito forte).
    3 – besunte a pele com algum hidratante ou óleo de banho – não vai tirar o efeito do descolorante e vai evitar a coceirama.
    4 – depois de proteger a pele*, passe o descolorante e fique de olho. Como pêlo pubiano é mais grosso, costuma demorar mais tempo.
    5 – ao atingir o “loiro” que você deseja, corre para o banho.

    * não encoste o produto na mucosa (para as ignorantes: pele mais fina e rosada da área de lazer)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s