Novelinha agridoce (segundo e último capítulo)

Adão

Por Lady Glam*

(cenas do capítulo anterior) Na semana passada, nossa heroína Lady Glam encontrou o ex-namorado – com quem procurava apartamento para morarem juntos semanas antes em um plantão de vendas de prédios na planta. E ele estava com a nossa ex-corretora. Mas Lady Glam se comportou lindamente, cumprimentando-o e tudo o mais. E reservou um apartamento para chamar de seu. Em 2011. (fim das cenas do capítulo anterior)

… Já de volta pra casa, sendo quase-feliz-proprietária do apartamento 905 da torre Figueira do condomínio de classe média Arboretto (tem coisa MENOS phina que condomínio de classe média?), me pego pensando no ex. Por que procurar um apartamento perto da minha atual casa, logo ele, que queria morar na Zona Sul? Por que esse azarão de chegarmos no plantão quase na mesma hora? Ó céus, por que, por que, por quê? Sou interrompida de meus devaneios pelo celular.

Atendo. E, contra todas as probabilidades, é o ex. Digo, A ex. A ex-corretora. Que pergunta se eu não gosto dela.

– Quê?

– É, eu te fiz alguma coisa? Te atendi mal? Achei estranho tu estares com outra corretora.

– Não, é que recebi um mail com o lançamento, liguei pra lá e ela me atendeu. Não é nada pessoal. (Mentira. É pessoal sim. Não tinha cabimento eu comprar um apartamento sozinha com a corretora que perambulou comigo e com o ex por vários apartamentos. As chances de eu cair em melancolia profunda ou no choro seriam altas. Mas mentir para não magoar é o que há de phino.)

– Hummm. Sabe que o … (complete com o nome do ex) ficou supernervoso de te encontrar?

Fazendo a íntima. Era o que faltava.

– É?, respondo, querendo acabar logo com a conversa.

– É sim, e ele reservou um apartamento.

Putz, que inferno. Não é possível que ele pretenda ser meu vizinho. Não resisto e pergunto qual o número do apê dele.

– O 903. Da torre Figueira.

É isso. Vizinho de porta.

Em pouco mais de dois anos, é provável que eu me torne a protagonista da série menos phina da televisão aberta brasileira, “Toma Lá, Dá Cá”.

É possível ser phina desse jeito?

“Lady Glam a-mou sua fã anônima. E explica que essas coisas acontecem. Brigar com ex só não é mais comum que transar com ex.”

A pedidos do Rafa, news do técnico em soluções de combustível veicular (vulgo frentista). Há dois dias, abasteci no mesmo posto. Ele veio me atender. Conversamos por dois minutos. Ao final, ele disse que me ligaria para sairmos novamente. Aquiesci. E ele se despede com um:

– Combinemo.

Vocês vejam o absurdo da situação. Em vez de me aborrecer com a ignorância do menino, me comovi. Estou prestes a fornecer aulas particulares de português em troca de serviços prestados. Serei uma nova Suzana Vieira?

*Lady Glam canta, dança, bate palma e não quer parar, como na música Circo, de Xuxa. E não perde a phinesse aqui nas terças.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Lady Glam, relaçã? sã?

10 Respostas para “Novelinha agridoce (segundo e último capítulo)

  1. “- É?, respondo, querendo acabar logo com a conversa.” >>>>> MENTIRA DESCABIDA!!!!

  2. L´Andreis

    Vizinha do ex. Vizinha do ex…

    Esses dias estávamos eu e mamãe tomando um cosmo na CCMQ ao pôr-do-sol e encontrei um ex não muito relevante, mas que conhecia a família. Fui lá, beijei, abracei, fazia tempo que não o via e é uma pessoa boa. Mamãe ficou horrorizada com minha naturalidade. Creio que é um novo paradigma de nossa geração que deve ser enfrentado assim, como phinesse. Parabéns!

  3. Minha phinesse em enfrentar os ex ainda se baseia no desprezo. E confesso que já tive meus momentos Maria do Bairro… Mas phino mesmo é ter uma corretora-terapeuta. Arrasô! Ultimamente, nem minha orientadora me pergunta como eu estou… (suspiro)

  4. sextasessao

    Comentário em forma de diálogo do msn, ok?

    eu: olha lá o blog do rafael
    eu: ele só tem amiga louca e/ou puta, pô
    ela: hehehe, e tu é amigona dele.. que categoria?
    eu: louca. puta não sou pq entrei no mercado do monopólio. o que sufoca a minha vocação
    eu: a mulher transou com um frentista de 18 anos…
    ela: ah, essa eu tinha lido..
    eu: a coluna de hoje está mto boa, é dela tbm
    ela: bom, daí que outro dia cheguei no posto e vi um frentista muito boa pinta e entendi a colunista.. o cara tinha um jeito refinado, óculos de grau modernos
    ela: eu tb daria para esse frentista… sem preconceitos

  5. “eu: olha lá o blog do rafael”

    SextaSessão, o blog é teu tb…

    “o cara tinha um jeito refinado, óculos de grau modernos”

    gay? pede pra ela fazer o test-drive e, se não corresponder aos desejos dela, diz pra amiga passar a bola. nunca tive preconceitos. já peguei um que disse que “tinha um comércio” em garopaba. não entrei em detalhes sobre o que era o tal comércio… calar é se preservar.

  6. hahahahah, troféu miguel falabella de melhor diálogo no msn

  7. Colega maluca 1

    Prometo em breve uma foto do frentista com ar refinado e óculos modernos.. O parecer pode demorar mais

  8. l´andreis

    Sou louca e meretriz, logo sou amiga do Rafa.

  9. l´andreis

    E louca e meretriz sim, mas BLOG não!

  10. o wikiphino… mil perdões. aprendi!! : )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s