Polêmica: obesidade do tipo murcilha

Balada, Ronaldo? Ok. Gordura? NOT, por favor

Balada, Ronaldo? Ok. Gordura? NOT, por favor

Por Rafa*

No meu momento classe média do último final de semana, constatei que o tema principal das revistas semanais do meu Brasil brasileiro foi a obesidade. Apesar do tema batido, entendi perfeitamente os editores que escolheram o assunto para estampar as capas. Quem não prefere a beleza no mundo à gordura do povo?

Bora cortar caloria gente!

Mas, meu amados, nem tudo está completo nesta vida sem o EBDP. Nenhuma das publicações lembrou de um conceito que vos revelarei agora. Gordinhos de plantão e falsos magros com barriga, parem de ler se vocês se sentirem ofendidos com a VERDADE. O tema é polêmico. Vou falar sobre a obesidade do tipo MURCILHA.

“Como assim murcilha, Rafa, me explica melhor, por favor.”

Claro, gatinha. Murcilha é aquela pessoa que não é gorda gordinha, mas é flácida e tem destaques de gordura em alguns pontos. Mas nunca é uma banha dura, como a de um bom gordinho, que sabe comer bem. Esses ficam parecendo uns leitãozinhos. Dos males, o menor. Murcilha é massa mol. Uns chamam essse “estilo” de corpo de Janjão ou Janjolão.

Eu prefiro o termo murcilha, que vem do castellano morcilla. O que significa para eles? Chouriço de sangue de porco com diversos adubos. CHOCANTE.

Chouriço de sangue de porco com diversos adubos: morcilla

Chouriço de sangue de porco com diversos adubos: morcilla

“E o que significa pra nós, Rafa?”

Significa alguém que se alimenta mal. É um corpo de americano, que disfruta de McDonald’s sem se dar conta que é tóxico. Que come bacon e ovo frito no café da manhã. Que não tem tendência a ser gordo mas que, por não tratar bem o seu corpo, fica meio flácido. “O barateamento de alimentos ricos em gordura e carboidratos (fast-foods e biscoitos recheados, por exemplo) permitiu que a camada mais pobre os consumisse com frequência e engordasse”, diz revista semanal da classe média. Daí tu já viu, né?

Ah, não viu? então vê:

gordura? pior: MURCILHA

gordura? pior: MURCILHA

“Mas que difícil, Rafa!”

Vou tentar esclarecer melhor. O Ronaldo, por exemplo, está quase murcilhando. Mas ainda não chegou a esse ponto. Apesar da pança, tá mais pro estilo Seu Boneco, da Escolhinha do Professor Raimundo. Murcilha é carne mol fora do lugar. Ronaldo tem a sorte de ter músculos preservados. Então fica assim?

A questão é a seguinte, gente. Se é pra ser gordo, vamos ser gordo comendo bem, não porcaria. É nesse ponto que eu quero chegar. Quer comer chocolate? Come chocolate bom, da Kopenhague. Ah, não tem dinheiro? Não vai se jogar numa caixa de bombons da Garoto, que não é phino. Vai comprar fruta.

Exemplo de como comer bem pode te ajudar: quando eu era jovem e ficava com os gatinhos nas baladas, peguei um que dizia “ter um comércio”. Não perguntei de que tipo, porque, enfim, tem coisa que não precisa saber. Mas, pelo fato de ele não comer Pringles nem Negresco de tarde, teve a honra de ganhar uns beijos meus. Não valeu abrir mão da caixa de bombons?

Tá entendendo, gatinha?

Não precisamos ir tão longe. Olha pro Jesus Luz. Se alimentou bem e tá pegando a Madonna. Não que eu a queira, mas deve tá fazendo um bem pra ele. Espécie de phinesse forçada.

“Ai Rafa, como tu é bom pra gente, dá mais um exemplo, pls.”

Ok. Vamos falar sobre um gatinho amigo de uma amiga que me viu não sei onde e descolou meu telefone uns tempos atrás. Queria me conhecer. Resolvi dar uma chance pro moço no momento em que eu mencionei cerveja e ele disse: NOT. Me alertou: dá barriga.

Hum, deve ser gato. No mínimo deve ter um corpo legal, pensei. E eis que me chega uma murcilha típica. Não entendi. E a bicha ainda resolveu tomar champanhe em um bar que não tinha clima pra isso. Murcilha de nascença. Constatei. Pra esses, nem tunda de laço.

Mesma revista semanal da classe média acima citada me sai com isso: “Num mundo onde o padrão de beleza magro é supervalorizado, os obesos viraram cidadãos anormais.” Concordei.

Agora se é pra ser obeso, que seja dos bons, com direito a muita barriguinha de cerveja. Ah, não gosta de barriguinha de cerveja? Malhação gatinha, muita malhação. Ou lipo. “Acho artificial”. Ah, gatinha, num tem quem diga. Bora pagar cirurgião bom!

*Rafa já teve a barriga do Seu Boneco. Teve até umas murcilhas na cintura. Hoje, luta contra o tempo e segue em busca de um tanquinho pra chamar de seu. Dá lição de vida aqui, às segundas. Quando malha demais e não consegue escrever, troca o turno. Mas sempre aparece.

Anúncios

22 Comentários

Arquivado em fica aí a dica, Rafa, vergonha alheia

22 Respostas para “Polêmica: obesidade do tipo murcilha

  1. leo

    querido rafa,

    teu amigo barbie demorou para entender o post. motivo: capacidade de abstração diminuida pós-gym. explica-se: como homem murcilha não entra na casa dele, não convive mes-mo, demorou para cair a ficha.

    beijos pra nós, que nunca precisamos de coscarque.

  2. Caroline Andreis

    Não conhecia o termo, mas, depois de tão bela ilustração, identifiquei os tipos. conheço uma jornalista de Gay Porto muito assim. A pobrezinha ainda é branquinha, o que piora tudo. Pessoas morenas como eu ou mais além na escala de cor, têm a pele mais firminha. Agora, branquinhos moles parecem massinha de pão. E a moça nem magrinha deixa disso: tem bochechas de massinha. Ai, bora fazer um bicho de pelúcia inspirado nela, porque sex appeal não vai rolar.

  3. tiaguinho

    É amigos, alimentação e beleza andam lado a lado, prato a prato…
    Graças a deus sempre tive horror de murcilha e me chocava quando alguém dizia q adorava a branca ou a de sangue…eca…deus o livre….
    quer comer murcilha…então soa malhando…hehehe…
    Salve as barrigas de tanquinho, a minha segue durinha e com invejáveis gominhos….
    …a propaganda é a alma do negócio!!!
    em tempos…Tomar champagne sem ser na Champanharia, não é Phino!
    bjs*

  4. Rougée

    Ai, L’andreis, como integrante do grupo dos branquinhos, preciso fazer uma ressalva: murcilha é feia em qualquer tonalidade. Não importa se é massinha de pão, ou pão integral com fibras…pão é pão, é carboidrato e engorda. Como disse o Rafa: bora comer verdura, gente! 🙂

  5. A França também dá “morciglia”, como escrevia meu avô. Todos os queijos, pães, pâtisseries, chocolats, sucreries são a maior tragédia da humanidade. Sem falar que não consigo conceber a idéia de que os franceses comem tudo isso e continuam magros.
    Detalhe: aqui academia é só para halterofilistas.

  6. Crème de la crème teu texto.
    Ops, também não pode, né?

  7. Falando em murcilha…
    http://diversao.terra.com.br/gente/interna/0,,OI3608830-EI13419,00-Rita+Cadillac+apresenta+sua+afilhada+Cleo+ao+mundo+artistico.html

  8. Ms.Riverside

    Pesquisas indicam que mais barriga menos testosterona… azar o dos caras murcilha!
    O “ex RF atual R” é murcilha…mas dá pinta de barriga de tanquinho [ha ha ha plizzzzzz]!
    O “Bastardos” (outro do Calendário dos Loucos) também ficou ofendidíssimo dia que eu falei que ele não era magro… e não é mesmo… é murcilha… Bonitão, mas murcilha!

    Mais vale ser murcilha assumido que se achar tanquinho!

  9. Caroline Andreis

    Rougée: concordo. Desculpa se me expressei mal. Fica mal sempre. Pão não entra na minha casa nem em forma árabe. Tenho tendência. Melhor a prevenção.

    Dany: o que eu ouvi falar é que os franceses comem de tudo, mas bem, bem,bem pouquinho. Confere?
    E por que teu texto não chegou ainda?

  10. Carol: sim, os pratos, em geral, não apresentam quantidades enormes, mas o problema é que os franceses comem em váááárias etapas e a comilança pode durar muitas horas. Acho que é isso: eles perdem as calorias do que comem durante essa maratona (mas acho que só funciona com eles, porque engordei várias murcilhas aqui).

    Sobre meu texto, eu sigo na quarta, eu acho (né, editor?) ou teve mudança no nosso expediente de cada dia?

  11. clarissa

    como provável parte integrante deste grupo, gostaria de lembrar que também é triste paca quando nego não sabe envelhecer, malha desesperadamente e fica tanquinho e semicareca ou grisalho. o próximo passo é fazer bronze artificial, numa vibe gilberto simões pires.
    exageros SEMPRE são ruins.

  12. 17h, hora do lanchinho
    Vambora comer uma perazinha, gente

  13. Considerações finais sobre a obesidade tipo murcilha:

    leo, infelizmente, tenho evitado a pegação. e o lado bom da pegação é perceber a murcilha antes de levar pra casa. enfim, já levei murcilha pra casa em nome da phinesse. não se pode ter tudo nessa vida.

    tiaguinho, beber champanhe é normal. e achar normal é phino. nem vem inventar moda que só na champanharia é ok! em casa, se na temperatura e na companhia adequadas, pode sempre.

    Dany Darko, por essas e outras que admiro os franceses. academia é lugar para halterofilistas mesmo. mas não atingi tamanho grau de desapego, infelizmente. e não tenho mais 19 anos. há tempos. por isso tanto ferro no lombo.

    Monica, crème de la crème pode. Mas só se for dos bons, tem que valer a pena! ; )

    Ms.Riverside, perdão. mas na escala da phinesse, um bom tanquinho tem (muito) valor.

    clarissa, sou a favor dos velhos com saúde. é por isso que hoje malho muito. no futuro, vou apenas correr, nadar e fazer yoga, coisas phinas na maturidade.

    sem mais sobre o tema por hoje.

    Rafa

  14. Maeli

    Rafa, não te ignorei. Pelo contrário, hj a primeira coisa foi ler o Phino. Mas……..eu me identifiquei até demais. Obesidade do tipo murcilha massinha de pão me define :)))
    E tú, q até agora nada de cervejinha comigo? Ou uma vodequinha, q é mais light (ou não, sei lá)? Ou um café ou um (argh) suco?

    Beijos darling, sensacional o post

  15. Caroline Andreis

    Desculpa, Dany.

    Bebi champanhe demais e, como não como muito carboidrato, fico bebinha fácil. Confundi os dias. Perdoa-me.

    bjs!

  16. Caroline Andreis

    Ah, Clarissa. Te vi com foto no orkut da “tchurma da academia”. Ninguém que tem turma na academia é massinha de pão.

  17. Julliane

    putz, rafa, acho que sou do tipo murcilha. nunca tinha pensado nisso!?!?! 😉
    e me alimento bem. saladinhas, manteiga da boa, bons restaurantes, chocolate 70% cacau…

    bjs, querido.

  18. Pingback: Atentado (grave) contra a phinesse « Em busca do phino

  19. Pingback: Ministério da Phinesse adverte: a França engorda « Em busca do phino

  20. Camila

    Realmente me cuido e malho 4 vezes por semana faço malhação pesada e possuo um barriga tanquinho bicipes e tricepes de dar inveja em muito marmanjo… mas faço issu para me acharem linda … e sei que sou…. ;D o estranho é o meu gosto OO’ prefiro caras com barriguinha de cerveja gordos mesmo e bem peludos e mais velhos estilos aqueles motociclistas da pesada americanos haha ;D

  21. Pingback: Dez verdades sobre a beleza e a academia « Em busca do phino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s