Pra que questionar?

EBDP alerta: este pode ser o seu futuro

EBDP alerta: este pode ser o seu futuro

Por L’Andreis*

Há um ano, eu, meus gurus e meu casamento decidimos manter uma vida adulta e regrada visando sossegar o facho, deixar a jararaca adormecida, descansar a pomba-gira ou, em linguagem mais phina: ficar longe dos males da juventude. Durantes este tempo sabático, tive muitos insights, e os melhores vou expor aqui hoje.

Durante o tempo de estudante, eu questionava tudo o que era dado como correto. Por que o almoço é sempre ao meio-dia? Por que acordar cedo? Por que fazer exercício? Por que não pode? Por que não deve? Quem disse que teria que ser assim? Eu, tolinha, achava que tudo o que se passava de geração para geração era tão bobo como minhas aulas de religião, onde se falava muito, mas não se provava nada.

Não sei se é mal da minha geração, mas, se não me explicam por que não, eu não me convenço. Foi assim com matemática, por exemplo. Enfiavam-me os números abaixo como se fossem a história da ressurreição: sem tempo para questionar. Mais velha, em um curso de lógica, finalmente entendi toda a beleza da matemática e sua relação com a natureza e o universo. Com as regras da vida foi basicamente isso, só que sem professor de lógica.

Casar Virgem, com o primeiro namorado, em cerimônia de branco

Parece ridículo pra você aquela sua colega de colégio, que dava desde os 12, casando de branco na catedral? E é. Acho que o importante é ter integridade. Vai se dar com 12 anos, assume a vida desregrada, agüenta as dores e os amores e não me aparece de noiva na igreja. Falta de respeito.

Agora, por que sua mãe acha isso tão bonito? Provavelmente sua mãe não sabe por que. Ela é mulher e chora em casamentos sempre. Sua vó tampouco lhe dará uma boa explicação. Mas é o seguinte: apaixonar-se é pura diversão, desapaixonar é dor, choro e ranger de dentes.

E aquela que gosta de nem saber o nome do moço? Bem, amiga, há força pra tudo. Livre arbítrio. Pode até homem com homem e mulher com mulher, só não vale dizer que a família não estava certa quando só queria te proteger de quebrar a cara em diversos relacionamos, em vez de ter que se incomodar com um só, ou terminar mãe solteira em um mundo em crise, ao invés de ter família pra criança. O meu lema é: faça do seu jeito, mas seja forte para todas as conseqüências. Regras não são maldades ou fraquezas, são proteções.

Depois casa de branco e diz que foi trabalho. Safadeenha!!!

Depois casa de branco e diz que foi trabalho. Safadeenha!!!

Ter namorado RICO

Você brigava com a sua mãe porque ela colocava defeito em todos os seus namorados músicos? Não faça isso, menina! Também não é pra bancar a interesseira, não adianta nada jogador de futebol. O que vale é elegância e bons modos, que quase sempre vêm acompanhados de bons jantares e ternos. “Ai, mas quem tem amor não precisa de dinheiro.” Linda: amor é uma grande construção e, com orçamento baixo, acaba dando problema no encanamento ou até desmorona.

Essa sabia da vida

Essa sabia da vida

Seguir a carreira do pai

Essa é pra você, programadora de internet que largou a empresa do pai no interior para trabalhar 12 horas por dia sem hora extra. Papai não te odeia porque ele não quis que tu virasse fotógrafa. Ele também não desconfia do teu talento. Papai confia tanto em ti que ia deixar o legado dele pra filhinha. Então, amiga, próxima vez que ouvir alguém reclamar que o pai está forçando a fazer medicina porque quer que ele (a) trabalhe na clínica do avô, lembra que a crise vai durar e as coleções de inverno e verão vão continuar aparecendo nas lojas. Pese bem quando você largar a herança pela filosofia. Nem a Zara vai parcelar o teu problema.

Desse ela quer até o topete

Desse ela quer até o topete

Não usar drogas

Não tenho tempo pra contar quantos amigos meus vêm com essa de “drogas me deixam criativo”. Não vou discutir isso. Tem aquele estereótipo do gênio e louco, que, por favor, é completamente fora da phinesse. Enquanto os gênios e disciplinados ganham mais dinheiro e se mantêm discretos, muitos ainda não entenderam que drogas fazem mal. Desorganiza a vida e a cabecinha das pessoas. Pode desenvolver doenças mentais. Fazer você perder amigos e família. Criar olheiras e pele ruim. Você também pode ser preso e continua perdendo o dinheiro da nova coleção em porcaria. Depois acaba com o closet só com outlet e não sabe por que. Coloca uma foto da Amy na carteira e desperta. Por favor.

Leve na carteira, ok?

Leve na carteira, ok?

Não freqüentar o underground

A música é sempre melhor, mais ousada (nem sempre a mais dançante vai combinar: sem Beyoncé tudo é mais complicado). O problema não está realmente no lugar, que pode ter pessoas legais, mas lá você só vai encontrar pretendentes que acham um absurdo te dar uma jóia e nem vai precisar procurar para achar drogas. Além disso, naquele escuro, com aquele chão molhado e fedorento, vai poder usar Dior e Chanel como as moças abaixo? (Este item é uma desculpa para as fotos abaixo, que eu estava louca pra postar. A próxima dos meus sonhos é uma da Katie Holmes com a legenda: “Claro que me visto fashion, meu marido gay cuida do meu figurino.” Te invejo Katie.)

Blair Waldorf e Chuck Bass

Blair Waldorf e Chuck Bass

Serena

Serena

*L´Andreis escreve sempre aqui nas quintas. Seu texto sai tão ácido porque ela senta no computador logo após o episódio semanal de Gossip Girl, inspirada pela mulher mais sexy do mundo (pelo FHM), Blair Waldorf. Brigou com o Word e com a revisão ortográfica porque jurava que a regra dos porquês era diferente. Só então admitiu que a memória está ruim porque a idade está pesando. E também porque quem briga com programa de computador só pode estar meio gagá mesmo.

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em fica aí a dica, L’Andreis, lição de vida

9 Respostas para “Pra que questionar?

  1. Em homenagem a este belíssimo texto, acabo de criar uma nova categoria no EBDP: lição de vida.

    Um pedido: por favor, providencie a versão “Pra que questionar?” para as bibas, que tanto clamam por um discurso seu dedicado a elas com PH.

    E tenho dito.

  2. Caroline Andreis

    Anotado, Rafa.

    Se bem que, se tem alguém que entende das coisas é uma biba bem vivida.

    Em tempo sobre a edição do texto: Tem um Se (pronome condicional) que o Word (esse maroto!) mandou unir com o Vai, da moça que se diverte com doze anos alo.
    bjs

  3. Acabei de ver o Gossip do Snowflake Ball. Muita coincidência, amiga!

  4. Katie não tem aparecido em público porque está sendo submetida a um ritual cientologista de limpeza da alma para engravidar novamente. Poor thing, poor thing.

  5. Caroline Andreis

    Lari: belo episódio. Estou um adiante, mas já li a sinopse até o final da temporada. Assisto pelas roupas mesmo. =)

    Dany: Katie e Tom usam dlögas://

  6. Ms.Riverside

    L’Andreis me finalmente me causou boa impressão!
    Adorei o texto.

  7. Caroline Andreis

    Obrigada, Ms. Ao lado do Rio

    Em tempo: agressão gratuita perdeu a phinesse na época da Inquisição.

  8. tessfashionbiz

    Adoreeeeeeeeeei!

  9. Caroline Andreis

    Obrigada, Débora.

    Lindo o site da sua empresa.

    bjs

    c.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s