Tudo faca na bota

Não se engane com esses sorrisos, elas estão armadas

Não se engane com esses sorrisos, elas estão armadas

Por SextaSessão*

“Foi um horror. Sabe como a gente é, né?”, disse uma amiga que conheço desde criança contando sobre a barulhenta separação. “A gente?”, pergunta o administrativo, que até então se conformava em ouvir. “A gente. Mulher cafundoense. Tudo faca na bota, sabe?”, explicou. Ele revirou os olhos, suspirou fundo: “ah, se sei”.

A explicação dessa braveza compulsória, desconheço. Mas creio que se relaciona à grossura dos homens de Cafundó. Para sair viva de lá, ou a mulher é submissa ou mostra as unhas. Não há como evitar, nós andamos armadas.

Mesmo sem nunca conseguir reunir todo o grupo de amigas de infância e adolescência, tentamos nos ver umas duas vezes por ano. Sempre alguém narra uma história de crise de descontrol com resultados irreparáveis.

Teve gente que já se demitiu durante crise de ódio, desistiu de compra e jogou cheque picado na vendedora, atirou roupas do marido pela janela, deu surra no namorado com a bolsa, arrastou adversária pelos cabelos. Teve uma que ergueu o chicote e avançou sobre o namorado durante um passeio pela fazenda. Só conseguiu acertar o lombo da montaria do meliante. O cara provoca, e o cavalo que apanha. Pura injustiça.

No último encontro, mês passado, me surpreendi ao ver uma amiga que tinha anunciado felicíssima, em 2008, que estava de muda para a Índia. Ela largou tudo no meio do contrato e teve o pagamento dilacerado porque “não suportava aquela gente nem mais um dia”.

Os casos mais hilários, envolvendo nudez, troca de fluidos e sopapos, serão omitidos para não ferir a phinesse.

As mais controladinhas substituem a agressão física por um vasto repertório de insultos verbais.

Uma de nós terminou o bate-boca e a relação com o namorado assim: “O que eu quero que tu faça? Quero que tu vá tomar no cu, de onde tu nunca deveria ter saído”. Ela admite que o sujeito não merecia tal porrada, mas não se desculpou, porque mulher cafundoense bate e não assopra.

O processo da fúria é o seguinte: a irritação com o adversário vai se avolumando no decorrer da discussão até tomar proporções incontroláveis, e a vontade, que antes era abrir a cabeça do outro para pôr algum juízo dentro, passa ser apenas abrir a cabeça do outro. Da forma mais lenta e dolorosa possível.

Mas apesar de violenta, a explosão é instantânea e breve. Não guardamos rancor, não deixamos contas pra acertar, não nos vingamos. Logo, se algum desafeto meu for morto de forma misteriosa, fiquem certos que não fui eu.

A lição dessa conversalhada? Eis: amiga leitora, se pretendes ser phina, não faça como eu. Não nasça em Cafundó.

*SextaSessão não é geminiana, mas tem várias caras, a meiga, a maluca e a Samara. É uma fofa aqui nas sextas-feiras e muito má nos outros dias em seu blog.

9 Comentários

Arquivado em SextaSessão, vergonha própria

9 Respostas para “Tudo faca na bota

  1. SextaSessão, não vale esconder a fórmula!
    Divide aí com as necessitadas porque o que sobra em algumas falta em várias (e eu me encaixo no segundo grupo, por acaso).
    Bisous!

  2. Ms.Riverside

    Então Cafundoenses são mulheres-bomba como todas as outras?!
    Na verdade só existe mulher-bomba [faca-na-bota]porque existe homem fabricante de bomba [ou de facas] !!!!
    Tudo culpa deles!!!! E viva as faca-na-bota!!!

  3. “Teve uma que ergueu o chicote e avançou sobre o namorado durante um passeio pela fazenda.”

    Tem como não amar? Me apresenta essa cafundoense, pelamor.

  4. Ai meu Deus ! Tenho que lembrar de levar minha armadura se algum dia for visitar “Cafundó”. rsrsrsrs

  5. não entendi o “não é geminiana”.
    nunca creditei o descontrole que (também) me acomete ao meu pobre signo.

  6. Pingback: Descontrol: 10. Phineza: 0 « Sextasessao’s Weblog

  7. Pode bater, só não fode rosto…

  8. Pingback: Bater-boca com cafetão francês não é phino, mas ganhei a briga « Em busca do phino

  9. Pingback: Paixão é uma chatisse « Em busca do phino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s