O twitter e o corpo são meus, ok?

nerd e gostoso: por que não?

nerd e gostoso: por que não?

Por Vini*

Chego da academia, alegre, cansado, feliz e serelepe. Abro o meu twitter e me deparo com a seguinte mensagem: “vou dar unfollow gostoso agora. odeio gente egocêntrica e monotemática que só fala de coisa fútil”.

A mensagem era para mim. A razão de tanto ódio e ofensa gratuita, phinos leitores? Tweets nos quais narro o meu novo treino de musculação.

Quando estava na sétima série, em 1997, percebi o quanto a mídia falava sobre a globalização. Nos anos seguintes, o tema virou febre. Todos comentavam sobre ser globalizado. Globalização existe desde Roma, se você pensar bem. Ou desde bem antes. Ad infinitum.

Em 1998, fiquei online pela primeira vez, aos treze anos. Na época, eu tinha internet discada. Não raro, quando eu tentava conectar, a chamada dava engano e na caixinha de som do meu computador ouvia-se a voz de uma secretária de um colégio de uma cidade vizinha. Eu, pacientemente, tirava o telefone do gancho e informava à minha amiga secretária sobre o intuito mal sucedido de me conectar à rede mundial de computadores.

Hoje, onze anos depois, tenho dois computadores em casa, conexão a cabo 24 horas, wireless.

Perfil no Orkut? Sim.
Perfil no Last.fm? Sim.
Perfil no Fotolog? Sim.
Gmail? Sim.
Hotmail? Sim.
Twitter? Sim.
Blog? Pretendo.

O Twitter tem como base a seguinte pergunta: “what are you doing?” 140 caracteres é muito pouco. O Twitter NÃO é um blog, caros amigos. Entretanto, como o ser humano segue a lei do menor esforço, a engenhoca serve como “microblog”. Aliás, assim se refere a mídia ao Twitter.

Então, respondendo em alto e bom tom à pergunta acima, vos digo que eu estou malhando, escrevendo ocasionalmente, estudando, lendo, vendo seriados. Basicamente isto, caros leitores. E não tem nada de errado. Vida calma e pacata, porque eu mereço um break. Quem quiser me seguir, me siga. Quem não quiser, tudo bem também.

Obviamente, como sou phino, não vou responder ao tweet mal educado em questão. Ser moderno, globalizado, antenado e online é muito bom. Eu durmo com meu celular ligado, esperando que algum amigo bêbado me acorde de madrugada. Odeio lugares sem sinal. Vejo os meus emails diariamente. Leio notícias e tento me manter bem informado.

E, no meio desta parafernalha globatal toda, não há nada de errado em aproveitar as coisas pequenas do dia-a-dia. Não, não sou Poliana. Eu fico pensando no @rafinhabastos, por exemplo. Deve ser chato ter que pensar em uma frase engraçada de meia em meia hora para colocar no Twitter. Não apenas chato, deve ser um pouco angustiante.

Eu sou inteligente. Sei ser engraçado. Mas não quero ter que ficar provando isso a cada linha que escrevo ou mensagem que passo nesses megabytes e ondas eletromagnéticas da vida. Eu quero aprender a ser desprentesioso. Se é para seguir alguém online, eu quero seguir seres humanos. Gente de carne e osso. Com o que eles têm de bom e ruim, oras. Emocionante e coditiano. E não tem nada demais em querer um pouco mais de carne.

*Vini já leu de Flaubert a Kant, ama historinhas em quadrinhos, gosta de comédias românticas e filmes de super-heróis e não tem preguiça de malhar duas horas de segunda à sexta, ao contrário de pessoas de bunda gorda que ofendem os outros gratuitamente na internet por pura inveja.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em contribuição phina, etiqueta na rede, malhação com PH

4 Respostas para “O twitter e o corpo são meus, ok?

  1. “Eu durmo com meu celular ligado” – pelamor de Jesus Luz, desliga o celular!!!!

    “vou dar unfollow gostoso agora” – a maior bichice que já li na web. Por que não vai dar o corpo gostoso? Por favor amigo…

    Mas relaxa Vini, ser atacado é normal. As pessoas não aguentam o sucesso alheio. Te aconselho um bom banho de sal grosso. E reza, das boas, se quiser, dá próxima vez que vieres a sampa, te levo no terreiro que frequento.

    Abs

  2. Vini,
    não te ofendas com as grosserias online, basta que tu não sejas mais um idiota.
    As pessoas acham que online não doi ou talvez que a máquina esteja falando e não a pessoa por trás da máquina… é o sinal dos tempos.
    Falemos todos o que quisermos online, lê quem gosta ou quer ler. Deleta quem não tá a fim. Se a pessoa precisa avisar que vai “unfollow” é porque não seria percebida se simplesmente saísse à francesa, certo?
    Joga esse (a) otário (a) na fogueira das vaidades online, Vini!!!
    Ah, concordo como o Rafa, desliga esse celular, criatura!!!!!!!

  3. desligar? ai ai…

    Vini, tem gente que nem merece que gastemos nossos santos caracteres com respostas!

  4. Vini, a mensagem da bonita cheira a dor-de-cotovelo. Se ele achasse, de verdade, que o teu twitter merece ser ignorado, ele nem te avisaria, certo?
    Mas ao menos essa experiência serve pra tu perceberes o quanto certas pessoas querem tua atenção…
    E ignora mesmo que esse aí tá muito facinho (;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s