Guia de noivas EBDP: o vestido

Bianca Jagger: do!

Bianca Jagger: do!

Don't!

Don't!

Por L’Andreis*

Nossa querida e rubra Dany Darko, em sua recente e glamourosa coluna, falou sobre este assunto que paira no mês de maio: casamento. Não vou ver na Wikipédia por que raios este mês é o das mães e das noivas, mas não é o da mulher. Não sei por que escolheram maio para estes festejos. Devaneio que é uma tradição milenar, conseqüência da época de alguma colheita ou algo do gênero. A questão é que, neste momento da humanidade, tanto faz a data, o que importa é um bom vestido.

Você, leitora do EBDP, que, respeitando o nome do blog, vem aqui pegar dicas de phinesse, prepare-se: o que lerá agora pode ser chocante. Todo o seu sonho desde os dez anos de idade e que desde que você passou dos 25 é só seu, já que sua mãe já desistiu de lhe ver entrando na Igreja de branco, pode desmoronar. Pode cancelar os sete andares de bolo e, por favor, jogar longe os bonequinhos-miniaturas-do-casal.

Do!

Do!

Don't!

Don't!

Como Dany bem escreveu, casamentos tendem a ser bregas e entediantes. São feitos para agradar seus pais e avós e afins, ou seja, gente que, com alguma sorte, nasceu nos anos 50. Foi um tempo lindo, mas não pense que todos nesta época eram pinups e Humphrey Bogarts. E nem tente imaginar como eles eram. Tem coisas sobre nossa ancestralidade que nem se você for uma Grimaldi vale a pena saber.

Então você e seu namorado moram juntos. Um dia ganham uma grana com um bom job e resolvem dar uma festa em nome do amor para os amigos. Ok. Vai jorrar champanhe na festa como se fosse uma vitória de Airton Senna em 88. Ótimo. O catering vai ser um dos mais caros da cidade. Perfeito. E você vai vestida de noiva. Fail.

Um dos vestidos de um dos casamentos de Brigitte Bardot foi vendido por mais de 100 mil dólares. Jackie, Bianca, Lady Di… Tem gente que até ganhou nome de princesa por causa de um destes casamentos. É compreensível que esteja dentro da mocinha a vontade de usar o vestido branco. Mas é melhor avaliar bem os seguintes quesitos antes de jogar o véu por cima do cabelo duro de laquê:

a) Você realmente é a noiva? (Isto é muito importante gente, usar branco no casamento alheio é pior que usar coroa em evento com a realeza.)

b) As suas formas voluptuosas não serão ressaltadas por aquele cetim branco que sua mãe guarda há tanto tempo que está amarelado?

c) Não vou perguntar sobre virgindade. Mas, se for na Igreja, a fé que te faz entrar ao som de Ave Maria em teclado de churrascaria na Igreja cheia permite que você se diga pura na frente do Senhor?

Do!

Do!

Don't!

Don't!

Respondendo estas perguntas, amiga, você poderá saber se a celebração da sua união merece ou não um vestido branco. Digo a vocês que por b e c, usaria algo como cinza gelo. Não cogito a Igreja porque entre o céu e a terra existem muitas coisas que nem imagina nossa vã filosofia, mas eu já fiz boa parte delas e fazer o pobre do padre de bobo não é phino.

*L´Andreis não irá celebrar o seu casamento caso o noivo não tenha uma fazenda com haras para a ocasião e já avisa que não fará um blog especial para isso; porém, escreverá aqui, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todas as quintas.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em festas phinas, fica aí a dica, L’Andreis, moda versus phinesse, religiosidade

10 Respostas para “Guia de noivas EBDP: o vestido

  1. Um primor!

    E a frase do ano:

    “A questão é que, neste momento da humanidade, tanto faz a data, o que importa é um bom vestido.”

  2. Dias desses vi 01 exemplar de blog de casamento. Assustei.

    Outra que eu acho de últema: noivos que pedem dinheiro de presente para os convidados.

    Quem pede dinheiro é mindingo, igrejas e instituições de caridade. Se não possui condições financeiras para, não faça festa de casamento. Ou vá no programa do Silvio Santos: oeeeeeeeeeeeeeee!

  3. maio: casamentos e mães
    junho: namorados

    ahhhh, o suicídio…

  4. Que bom conversar sobre vestidos neste dia chuvoso, Rafa.

    Dany, acho que dinheiro funciona em duas ocasiões: 1) qdo os noivos nao moram no país da boda e não poderão carregar pratos e baixelas para outro continente;
    2) qdo os noivos são tão tão tão ricos que já pedem a doação para uma instituição de caridade.
    =)

    Alice, namorados é realmente uma data terrível.

    bjs

  5. Luciana

    Ouvi falar que essa história de maio mês das noivas começou na Europa. Lá as pessoas só casam a partir de maio porque é quando o tempo começa a esquentar e, as pessoas, a tomar banho!! Ninguém achava conveniente casar antes de tomar o primeiro banho em meses…

  6. Quando minha irmã decidiu casar, comprei pra ela uma renomada revista de noivas. E, pra nosso espanto, todos os vestidos eram medonhos. Um complêndio completo de “don’t do it”.
    Mas o peor, mucho peor, era a sessão de camisolas de núpcias. Faleci.

  7. Di

    quanta phinéssi em uma coluna só!

    mesmo que eu nunca vá usar um vestido branco para entrar na igreja, ADOREI o post…

    😉

    Beijos

  8. Nossa, imagina o sofrimento, não bastava casar, ainda era obrigado tomar banho =).

    SS: é difícil unir phinesse e casamento. Há que não esmorecer.

    Di: obrigada. tenho certeza que ficarias ótimo em um terno phino. Bjs!

  9. Caroline Andreis

    Bravo, bravíssimo, como sempre.
    gente phina é gente que faz. Continue fazendo.
    bjs

  10. Pingback: Semana de noivos « Sextasessao’s Weblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s