Quem disse que olhar no espelho era bom?

SS por SS. Não aceitamos devolução

SS por SS. Não aceitamos devolução

Por SextaSessão*

Quando quis aprender a desenhar, lá no século passado, fui incentivada com material e livros. Fiz quase todos os exercícios, até os mais tediosos, mas nunca arrisquei um auto-retrato. Tinha medo de que ficasse parecido comigo e… feio.

Notar que um trabalho pronto ficou ruim é sempre desconfortável. Sempre. Mas tolerável quando é uma natureza-morta, uma casa, uma cadeira. Quando se é adolescente, com um corte de cabelo errado e uma acne nova a cada amanhecer, tudo o que se quer é fugir do espelho e dos maus artistas.

Continuo a mesma desenhista, mas as acnes diminuíram e migraram para locais menos visíveis que a ponta do nariz. E vivo em paz com os cabelos já há uns 3 anos. Então, mês passado, resolvi arriscar. A técnica foi relativamente fácil, mas houve um momento que assustou: quando tomou forma e me reconheci. “Então é assim que eu sou aos meus olhos?”

Mostrei para umas pessoas. Todas tiveram alguma “correção”: cabelo devia estar mais liso, a franja está muito farta, o nariz está sem volume, o pescoço está grosso, os olhos estão muito puxados, parece mais velha, está muito séria. E houve um, que passa pelo menos 8 horas por dia na minha convivência, que sequer me reconheceu.

Não há unanimidade. E parece que aí está a verdade do auto-retrato. É a imagem que alguém tem de si (seja um conceito abstrato do “quem eu sou” ou um desenho). Não é o mesmo que os outros vêem. Não tem como ser. Nem teria sentido se fosse.

É o primeiro auto-retrato. Provavelmente o último, por isso achei por bem postar aqui. Não porque seja bom, mas porque é verdadeiro.

*SextaSessão pensa monocromático, mas gostaria de usar cores. Acredita que, se continuar praticando, um dia as cores virão. Desenha sobre qualquer coisa aqui, nas sextas, e escreve sobre a profissão em seu blog, nos outros dias.

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em lição de vida, sentimentos phinos, SextaSessão

7 Respostas para “Quem disse que olhar no espelho era bom?

  1. Pingback: Ninguém disse que iria ser fácil « Sextasessao’s Weblog

  2. ana

    Tu és muito mais linda ao vivo, querida!
    beijo e bom retorno…

  3. vini

    não conheço ao vivo, mas é um belo retrato.
    o que me chamou atenção foi o desenho dos lábios, que deu um certo ar triste.
    e tente desenhar de novo no futuro.
    quem sabe a visão de vc mesma não é outra?
    acho que a gente sempre muda. evolution, i guess (and i hope).

  4. É engraçao. Vejo o auto-retrato e reconheça tanta coisa. Mas há tantas outras que não reconheço. Quanto por cento da gente mostramos para os outros? Não importa. Mostremos o melhor. O pior só de vez em quando. O resto é só nosso.

    Beijos. Saudades.

  5. Di

    a gente é o que é!

    ADOREI o post.

    Beijos e bom findi

  6. MsRiverside

    Olha…não entra nessa de auto-retrato…senão vão fazer museu* em tua homenagem prá expor só teus auto-retratos! (língua de trapo eu né?!)
    * Preciso dizer qual?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s