É pra escolher: #mimimi ou bitch?

I'm a bitch, I'm a tease, I'm a goddess on my knees

I'm a bitch, I'm a tease, I'm a goddess on my knees

Por L’Andreis*

“Forget about guns and forget ammunition
Cuz I’m killing them all on my own little mission
Now I’m not a saint but I’m not a sinner
Now everything is cool as long as I’m getting thinner”

(The Fear, Lily Allen)

Depois do fim de um casamento, a minha maior dificuldade foi saber quem eu seria a partir dali. Quando se decide ficar com alguém, tu vira um país de dois, nada te atinge porque tu está sempre protegida em uma bolha de carinho. Tá, e depois? O triste da solteirice é que estereótipos pobres nos perseguem. Dá pra escolher: Samantha Jones, Carrie Bradshaw ou Charlotte. A puta, a carreirista ou a casamenteira? E se tu não quiser nenhum destes, tem que casar de novo? Podem acreditar que não. Vão dizer sempre o contrário, mas eu conto a manha.

Além de ter que suportar a perda, as mudanças, o sentimento de posse e, em alguns casos, a dor, você acaba tendo que lidar com o orgulho também. Um namoro/casamento, e até alguns romances, costumam ser públicos. E o público, gente, o público é sempre cheio de opinião. Opinam sobre quem deve ficar com quem, quem deve ser o próximo e a próxima, querem te juntar, te separar, e sempre, sempre ter alguém pra culpar.

Eu li de novo os contos de Grimm originais depois de velha. Nem as bruxas eram vilãs fúteis que agiam apenas pela maldade. Mesmo com a evolução do storytelling, são poucos os antagonistas que a gente compreende. Ninguém real é perverso apenas por dinheiro, fazfavor; usar preto e se vestir bem, ter grana, status ou ser vencedor não fazem de ninguém o Darth Vader. O problema é que o público precisa de alguém pra gerar conflito, daí qualquer um serve.

A culpa pode ser de um terceiro envolvido, de quem terminou ou de quem traiu. E quando não há nenhuma dessas opções, eles escolhem um lado: o vilão é quem incomoda mais. Quem fica com #mimimi acaba sendo deixado de lado pelo outro, que seguiu com maturidade sua vida de solteiro. A lógica segue a mesma: o herói não é um chorão, um surtado, um vingativo. O herói expõe seus sentimentos apenas em busca do ser amado.

Ai do lado do casal que se sentir humilhado, ultrajado e não mantiver a pose. E se a sua idéia de diversão e catarse for dançar “Check on it” da Beyoncé até o chão de cinta-liga (imagine), o papel do mal passa para você. Nenhuma separada pode ser feliz sem magoar o ex, pensa o público. Você, obviamente, não está procurando sentir-se bem, apenas tentando atingi-lo. Virou a bitch e pra sempre será a bitch.

Então, chegamos ao seguinte impasse: quando você se sente ultrajada, humilhada, abandonada e a dor não cabe no chorar na cama quietinho (CAMARGO, Hebe), arranje uma cama maior para não ganhar o título de diabo. Seu #mimimi ou sua busca por diversão será mal interpretada por todos que assistem ao seu fracasso comendo pipoca.

O pulo do gato é dar uma sumida. Não sabendo onde tu está e o que tu está fazendo, vão achar que está em casa chorando quietinha (hohoho), mesmo que tu esteja acompanhada. Para a volta triunfal, escolha um evento imperdível, daqueles que eu irei no sábado, vá linda e não beije. A audiência ficará em dúvida se tu tem um novo amor ou não superou aquele antigo. Não importa, tu não será mais a vilã da história, já que pulou fora dela.

Favor esconder a nova paixão mesmo bêbada. Não dê certezas, o novo e complicado e difícil e quase inacessível objeto de desejo deve apenas parecer um McGuffin neste enredo.

*L’Andreis sabe que o mal se veste melhor, mas prefere espalhar o seu amor pelo mundo. Escreve aqui às quintas, sempre vestida de preto e com meias 7/8.

Anúncios

11 Comentários

Arquivado em L’Andreis, lição de vida, mulher (realmente) moderna, sentimentos phinos

11 Respostas para “É pra escolher: #mimimi ou bitch?

  1. Thielli

    Esse texto é TUDO!! Compartilho com você o momento e todas as opiniões! beijão!

  2. o público é capaz de estragar tudo

  3. Caroline Andreis

    Rafa,

    Um fã me alertou que esta foto da Blair não é legal (problemas de photoshop), então, vou te mandar outra da musa, igualmente sexy.

    bjinhos

  4. Caroline Andreis

    Em tempo, respondendo aos fãs que vieram falar comigo em pvt: esta não foi e não será minha estratégia. Eu lá tenho cara de quem consegue sumir? # fail

  5. e eu levanto solenemente a plaquinha SARCASM.

  6. Jesus de Nazareth

    Este é o maldito problema com os sonhos. Eles nunca se realizam.

  7. Caroline Andreis

    Ninguém falou em sonho, Jesus.
    Bebeste o vinho do casório?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s