O que os seus pelos dizem sobre você

A polêmica capa do disco do Tom Zé

A polêmica capa do disco do Tom Zé

Por Rafa*

Quando eu era mais novo, tipo 20, 21 anos, eu achava os caras de uns 28, 29, BEM mais velhos que eu – e mega-interessantes. Além disso, tinham aquele quê de homem feito, vida com rumo…

E de repente me vejo sendo um desses caras. Quer dizer, os jovens me veem como se eu fosse esse tipo.

O problema é que, quando saio na noite, perco um pouco a noção de idade, tempo, essas coisas. Nunca percebo, por exemplo, que o público da festa é de gente mais nova ou mais velha. Por favor, se um dia desses eu tiver pagando uma de “tiozinho da balada”, me alertem, hello-ow!

Bom, um fato: os jovens gays de hoje se depilam com muito mais frequência do que na minha época – e em lugares que eu nunca havia imaginado. Eu, por exemplo, tiro os poucos pelos que tenho nas minhas costas, como fiz no último sábado, quando a minha santa roommate acabou com a mata ralinha que faz questão de voltar sempre. E paramos por aí.

Na real, nem dou muita bola pros meus pelos e nunca me fascinou essa coisa de pele lisinha. Mas, naquela noite, me baixou um espírito piriguete, e eu estava prestes a cometer um atentado contra a phinesse: ir pra balada de regata, visto que meus braços vão muito bem, obrigado. Então, nada de cabelo aparecendo onde não deve.

Pelos raspados, amigos (ai, como os amo!) não me deixaram sair de casa com a regatinha azul que uso enquanto escrevo esta coluna.

Mesmo assim, eu estava bonito, visual descolado, moderno. Tava me achando. E não é que me dei bem na balada?

A primeira vítima foi um guri de 21 anos, pegada antiga, que tirou sarro da minha calça de moletom vermelha, linda, que fazia toda a diferença na composição do meu visual. “Por que essa mania de querer sempre parecer mais jovem”, me perguntou ele, debochando da minha vestimenta.

Ele, claro, me chama de velho, porque eu o trato por jovem. E ficamos nessa brincadeirinha.

Mas ele precisava ir, sabe como é, tinha combinado com a amiga que iam embora juntos, bem típico de jovens. O moço não podia deixar ela na mão e se perder por aí comigo, um velho. Dilemas da idade, mais precisamente, da juventude.

Sozinho de novo, lindo e carente, resolvi ir atrás de uma nova companhia. Dessa vez, alguém com a minha idade, pra que essa coisa de anos não atrapalhasse mais.

Bom, não rolou, mas evoluí. Reencontrei um moço de 22 anos, olhem só, um ano mais velho, casinho do passado (juro que minhas experiências com jovens terminam por aqui). Estava tão lindo, que só vendo pra acreditar.

E não é que ele quis continuar a noite comigo e conhecer a minha casa nova?

Pobre roommate. Além de ter que me depilar, foi acordada no meio de um sono gostoso para deixar o ninho do amor livre pra mim e pro jovem. Tadinha, seus móveis ainda não chegaram. Só lhe restou um colchãzinho maltrapilho que instalei no quarto ao lado. (Amo meus amigos, não canso de repetir!)

Entre quatro paredes, vocês sabem, phinos amados, tudo é permitido. Vou poupá-los dos detalhes sórdidos. Mas moço de 22 anos não tinha um pelo sequer pra contar história. Quando ele notou que no meu corpo os pelos estavam por lá, intactos, disse, no maior bom humor: “logo se percebe que tu não é um cara que faz cursinho”.

Bom, ele faz. E eu não tinha mais como esconder a minha não-juventude. Não há cabelo, roupa descolada ou plástica que consigam disfarçar uma mata não desbravada.

rafa_avatar*Rafa tem 29 anos e não depila as partes íntimas. Apara os pelos aqui, às segundas.

13 Comentários

Arquivado em homem phino, Rafa, relaçã? sã?, tendência

13 Respostas para “O que os seus pelos dizem sobre você

  1. Di

    Aguardamos então!

    😉

  2. Por uma noite de intenso amor livre, vale ser acordada. Folgo em saber que JAMAIS me pedirás para depildar tuas partes mais íntimas. Amo-te.

  3. nadadores e ciclistas já estavam cortados da minha lista de possibilidades porque se depilam. incluirei gays que fazem cursinho na lista de vetos preventivos.

  4. Caroline Andreis

    MORRI. =)

  5. vivi

    essa foto me lembra muito o ungaretti. caaaalma, não é o que vocês tão pensando.

    é que ele mostrou em uma aula da sextante, cujo tema era erotismo.

    adoouro.

  6. Di

    Bem que tu disse que estava um delícia!

    ADOREI!

    e em meio minha sala de trabalho, contive as gargalhadas, que se transformaram em lágrimas!

    hehehehehehehehehe

    Boa semana Rafa, e obrigado pela visita lá, tava com saudades!

    =D

  7. filipe

    também morro de medo de ser uma daquelas senhoras mariconas de buatchy.

    e sobre os pêlos… comecei a fazer cursinho esse ano e estão gostando muito.

    • os teus colegas estão gostando dos teus pelos?
      Delícia felipe, é isso aí.

      O que seria da gente se não gostassem?

      Ainda bem que tem aquela célebre máxima de que “tem gosto pra tudo”.

      Valeu pela visita. Volte sempre.

      Um abraço.

  8. MsRiverside

    De regata não ia dar prá aguentar, néam!? Já os pelos depilados… se for com cera acho ótimo! [claros que nas partes íntimas não!]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s