Eu preferia a história da cegonha

Repara a penúltima linha de quadros. Medo das mãozinhas abanando

Repara a penúltima linha de quadros. Medo das mãozinhas abanando

Por SextaSessão*

Recebi um email da minha mãe com as fotos desse assustador livro infantil que ensina às criancinha alemãs como nascem os bebês. Foi imediato recordar de quando a dita me explicou, auxiliada por um livrinho bonito, como são feitos e paridos os filhos.

A parte do intercurso sexual não me importou ante ao pavor de descobrir por onde brotavam os pequeruchos. Pior, foi a primeira vez que soube da existência de um terceiro orifício na área de serviço além do mictório e do cagório.

Você, mulher, hoje acostumada a acomodar com conforto instrumentos masculinos, talvez tenha esquecido que o buraquinho era ignorado na infância. Saber que ele existia e, mais, era porta de bebês foi chocante e decisivo: resolvi que nunca sairia qualquer coisa de lá.

O dilema de explicar o assunto é que a criança não precisa da história completa. Vai dizer que tem que explicar tudinho porque sexo leva à gravidez, e gravidez leva a parto? Anticoncepcionais, fertilização artificial, barriga de aluguel e pares gays com filhos gerados por um deles dão pistas que os livros do futuro precisarão de um longo apêndice.

No meu caso, a curiosidade não foi nem sexual nem procriativa, apenas semântica. Tinha ouvido adolescentes, no bar do colégio, dizerem que o fulano tinha comido a beltrana. Tão logo irrompi no lar, lasquei para a minha mãe, que tomava chá com uma tia solteirona e carola, “o que quer dizer uma pessoa comer outra?”.

Depois de ajudar a tia a desengasgar o biscoito, a mãe me levou pro quarto e leu o livrinho ao meu lado. Pouco me importava que “o papai e a mamãe se amam muito-muito e querem ficar bem-bem juntinho, então namoram sem roupa e o papai bota a sementinha na barriga da mamãe”. A dúvida era só o significado alternativo do verbo “comer”.

Custava me explicar que era namorar escondido fazendo carinho íntimo em uma pessoa de quem se gosta? Se a questão era semântica, porque fazer revelações anatômicas horrorizantes? Vai ver que a mãe teve medo que, no dia seguinte, eu perguntasse ao coleguinha que eu vivia dizendo que era bonito se ele queria me comer.

sextasessao_avatar*SextaSessão teve um siso extraído e está chapada de Tylex. Escreve aqui nas sextas-feiras, quase sempre sóbria. Nos outros dias, sente saudades da cegonha em seu blog.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em em defesa do phino animal, fica aí a dica, SextaSessão

10 Respostas para “Eu preferia a história da cegonha

  1. ana

    Tadinha da pequena…
    vale lembrar que, depois da publicação acima, a pobre cegonha (alemã) cometeu o suicídio!!!

  2. MsRiverside

    Já reparou que em livros sobre vida sexual os homens das fotos são sempre PG, ainda que molinhos?! Será prá que as mulheres achem que são todos assim o tempo todo?

  3. colega maluca 1

    Eu queria rever os desenho de “De onde vêem os bebês”, bela arte, com humor e meiguice ao mesmo tempo.. Além de informação: todos os bonequinhos tem genitália. SS, dá para postar?

  4. Eu me informava, quando criança, nas revistas da minha mãe, entre elas a Nova. Bom, a publicação insistia em dizer que sentir atração por pessoas do mesmo sexo era supernormal, e que nada tinha a ver com a sexualidade. Acreditei horrores nisso e achava que ainda poderia dar certo com as mulheres… Quanto tempo perdido.

    Nunca me preocupei muito em saber de onde saíam os bebezinhos. Por que será?

  5. filipe

    lembro que quando eu tinha 9 anos, eu e uns amigos nos escondíamos nos fundos da biblioteca da escola pra poder ficar olhando o “de onde vêm os bebês”, como se fosse uma revista pornografia hardcore.

  6. Depois dessas imagens, até a estória de brotar de repolho parece mais bonitnha. rsrsrrs

  7. O Outro Lado

    O livrinho é um eloquente exemplo da delicadeza alemã com as crianças.

  8. Di

    MORRI!!!!!!!!!

    hahahahahahahaha

    p.s.: prefiro a cegonha também…

    😉

  9. Por que o carro em que eles vão para o hospital tem uns corações na lataria?? hahah

    Queria saber alemão para ler as legendas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s