10 lições da virada, direto do Rio

É clichê, é gay e eu não tô nem aí

É clichê, é gay e eu não tô nem aí

Por Rafa*

Passar duas semaninhas no Rio sempre rende boas histórias, vocês bem sabem, phinos amados. Mas a quem interessa boas histórias se estamos começando o ano hoje, com os pontos zerados? A gente quer mesmo é aprendizado, então bora começar 2010 cheio de ensinamento com exemplo prático. Vem comigo?

1 – Há bares que vem para o bem

No Rio de Janeiro há sempre aquele amor que pode ser de verão. E qual é a graça de ir pra praia sem a possibilidade de viver um amor de verão? Daí tu pode escolher um cenário qualquer, um barzinho com as portas abertas. Pode até rolar uma sanfona se não tiver um cantinho, um violão, como pediam os da bossa nova carioca. Uma boa conversa. O cenário perfeito. Não rolou aquele beijo de novo? Bobagem. Foi phino, pode ter certeza.

2 – Não deixe para fazer amanhã quem você pode fazer hoje

Você tá de olho naquele gatinho da academia há meses mas nunca se encontraram por aí, na metrópole sem mar. Daí ele aparece na praia dando pinta e um certo mole, bem de cantinho pra ti. Melhora: você encontra ele na festa e ele é amigo de um amigão seu. Porém, um detalhe: ele está, literalmente, caindo de bêbado. Não faça a blasé e pegue o bofe. Ele, na volta à vida real, não terá a pachorra de recusar um convite para refazer a má impressão daquele noite. (Não vejo a hora de cobrar o date do meu bofinho que peguei em seu momento Heleninha Roitman.)

3 – Piriguetismo roots? É feio mas tá na moda

Você acabou de sair de um namoro de merda ou tá tentando se livrar daquele encosto que não desapega? Pireguetismo roots na veia funciona. Para facilitar, roubei a dica de um comentário lá do Tonha Fever. Saca só e coloca em prática:

“Crash course” pra felicidade na noite:

Lição #1: Beba. Bastante. Pra ficar bêbada.
Lição #2: Baixe as expectativas. Como? Repita o passo número 1 até funcionar.

Dica de mestre.

4 – Beijar a mão pra conhecer e reconquistar

Me surpreendeu uma nova mania que descobri em terras cariocas. Beijar a mão ao conhecer uma nova pessoa e potencial peguete. Peguetes antigos te beijarem a mão a fim de te reconquistar. Amigo barbie alertou sobre a gripe suína. Mas, sei lá, achei meigo. Será que a mania pega em Sampa?

5 – Recordar é viver

O bom de passar o rodo no passado é que os gatinhos melhoraram muito e estão cada vez mais gostosos. E se você investiu na baixa, a hora de usufruir dos lucros é agora, no melhor estilo. Se ele não te quiser, conta pra todo mundo, sem dó: JÁ PEGUEI! Faz um bem pro ego.

6 – Momento descarrego e simpatia: faça com classe (ou sem, quem se importa?)

Você tem uma amiga que antes da virada te entrega em mãos um sabonete pra limpar tudo, “sabor” Pomba Gira? Ah, não tem? Melhor rever suas amizades para não ficar OUT na virada do ano que vem. E outra, se, por acaso, você bebeu demais e colocou tudo pra fora quando o baile acabou, não se culpe. Não perde pontos porque limpeza interna também tá valendo.

7 – Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa

Você deu tudo de si durante o ano na academia e ficou com ódio dos gatinhos muito mais saradérrimos na praia? Bobagem, bi. A gente faz o que pode e barbie perfeitinha não tá com nada. Ok, excesso de murcilha também não, mas o descanso da virada não é o momento de culpa. Realce o que você tem de bom e se joga. Mas como não dá pra voltar no tempo, e hoje já é segunda, bora pra academia se preparar pro carnaval?

8 – Não exagera no navy, bi

Bombou no Rio as sungas navy. Uns mandaram bem quando a moda apareceu com discrição. Já outros… Verão tá recém começando, então se liga quando desembarcar novamente à beira-mar.

9 – Hay uma vida mejor, pero es carisima

Bom, a gente sabe que com dinheiro tudo fica mais fácil, mas essa lição só entrou porque tinha um argentino com uma camiseta com esses dizeres em Ipanema. E é um bordão bom DEMAIS para se pronunciar, principalmente em espanhol, em várias ocasiões. Mantra pra 2010.

10 –Há coisas que, definitivamente, não tem preço

Amigos à beira-mar, na laje, cantando juntinho “eu não tô aqui pra sofrer”… caipirinha de frutas vermelhas feita por “Allan, o cara”, beijo na boca, conhecer gente nova e bacana. Eu tive, e você?

*Rafa vive pra isso e não está aqui pra sofrer. Vai sentir saudades pra quê? Quer ser feliz. Bye-bye tristeza, não precisa voltar, nem às segundas, quando aparece por aqui, nem nos outros dias.

vivo pra isso

vivo pra isso

5 Comentários

Arquivado em É o Brasil!, fica aí a dica, Rafa, trip phina

5 Respostas para “10 lições da virada, direto do Rio

  1. Oi Rafa
    Só pra dar um feliz 2010 e dizer que sou fã do blog.
    Bjs
    Luci (neide)

  2. Vou imprimir, plastificar e guardar o post.

    Ano-novo TUDO em termos de TUDOOO.

    Creo que hay un reveillon mejor…

    …pero es carisimo.

  3. Di

    Coisa boa Rafa!

    é isso aí, bola pra frente e cabeça bem erguida!

    Tu arrasa por onde passa e isso que importa.

    Um Novo Ano cheio de coisas positivas e que 2010 seja inacreditável para todos nós!

    Beijão
    e boa semana

    TUDO NOVO DE NOVO!
    😉

  4. começar 2010 com dicas tão phinas só pode ser um bom sinal!

    feliz 2010 phinos!

  5. Faltou a foto carão no Cristo 😛

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s