Fugir do comum é o que há de mais banal no momento (cantinho do leitor**)

Rafa, consultor de estilo

Rafa, consultor de estilo

Por Rafa*

Recebi esses dias um e-mail pedindo dicas para comprar um óculos. Achei a pergunta tão pertinente, que sou obrigado a compartilhar com vocês, phinos amados. O nome do leitor/leitora será omitido porque não foi consultado para publicação:

“rapha querido, me dá uma ajuda?

eu to procurando óculos de grau pra mim, não encontro nenhum que eu goste. ou é muito comum ou é esses retrôs que indies usam, não quero…

e aí que eu achei o teu lindo, tu poderia me dizer que marca é? =) prometo não comprar um igual, só parecido.

vi um da rayban que se aproximava do que eu queria, mas queria um pouquiiinho maior. esse é o modelo:

obrigada, um beijo”

Antes da resposta em si, vamos discorrer sobre alguns temas que são importantes para os phinos. Comecemos pela intelectualidade: bom, é algo que se conquista com muito suor, esforço e leitura. Não é para qualquer um. São anos de dedicação, muitas vezes uma vida para isso. Um preço alto a pagar.

Beleza: uma genética favorável sempre ajuda. Mas em pleno 2010, temos academias, ótimas clínicas de cirurgia plástica e a capa da Veja que sempre ensina como ficar nos trinques. A única desculpa para feiúra é a pobreza, que, sim, pode até ser bonita, vide Jesus Luz.

Inteligência: uma boa nutrição e pais que incentivaram a leitura, com uma pitada de genética e esforço, são suficientes.

Estilo: as palavras da herdeira Vanda Jacintho resumem: “Estilo é como castelos, não se compra, se herda”.

Então, leitor/leitora, não importa a marca dos óculos. O meu, por exemplo, eu comprei numa feirinha de antiguidades (não importa o país) e não é Gucci nem Dolce & Gabbana. Escolha um que você se sinta bem. E não ligue para o que os outros vão pensar. Como diria a canção, os outros são os outros, e só.

Em pânico, com medo de ter cometido uma gafe, o moço/moça mandou outro e-mail, horas depois de ter enviado o primeiro:

“não é indelicado perguntar, é?! hope it isn’t.

pulei essa aula…”

Não é. Somos (muito bem) pagos pra isso. Bom Carnaval!

*Rafa abre e fecha o consultório aqui, toda segunda. Nos outros dias, faz qualquer tipo de terapia por aí, incluindo banho de loja e meditação em templo budista.

**Dúvidas para o cantinho do leitor phino devem ser enviadas para embuscadophino@gmail.com.

2 Comentários

Arquivado em cantinho do leitor phino, fica aí a dica, moda versus phinesse, Rafa

2 Respostas para “Fugir do comum é o que há de mais banal no momento (cantinho do leitor**)

  1. Di

    ARRASOU!

    Dicas phinas só podiam vir desse phino escritor.

    Beijão Rafa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s