Anos 80, de novo?

Ops, we think we did it. AGAIN

Ops, we think we did it. AGAIN

Por Dany Darko*

A França tem um sério problema com os anos 80. Ou melhor, todo mundo que viveu nessa época fatídica tem um sério problema, porque combinemos, parece que o estrago fica na alma e não tem pai-de-santo que lave esse exu. Mas o maior problema com os franceses é que eles não querem sair dos anos 80, por mais que o demônio esteja lá há duas décadas pedindo sua aposentadoria.

Por aqui, a maioria da juventude ainda não teve a oportunidade nem de conhecer os anos 90. Ou se teve, não sintetizou. Anos 2000, então, só daqui a vinte anos. Na grande parte dos bares e buatchys jovens, Voyage Voyage ainda causa delírio. E tem gente que chega a garantir que nunca haverá um tempo tão produtivo culturalmente como os anos 80. NOT.

Pior é que a maioria dessa galère nem tinha noção de sua própria existência quando os anos 80 aconteceram. O deslumbramento maior parece mais vir dos jovens no início dos 20, que usam Rayban colorido e baixam, com orgulho, o espírito da penada Molly Ringwald. Nas rodas de amigos, a saudade do tempo bom que nao acaba volta nunca mais é recorrente. E as festas anos 80, temam, ainda acontecem aqui todos os finais de semana. Eu disse to-dos.

Ah é, Molly ainda não morreu, mas tá quase!

Ah é, Molly ainda não morreu, mas tá quase!

Semana passada, durante uma festa com os colegas de mestrado, cada um deveria escolher uma música para as pessonhas sijogarem na dança. Além de pop anos 80 francês, entraram para o set list B52’s, The Final Countdown (horror do Europe: não relembrem!), The Police, Phil (fucking) Collins e lá vai pedrada. Só pra confirmar minha teoria da infundada dependência dos 80’s, resolvi perguntar a idade dos colegas. O mais velho tem 25.

E se dizem que recordar é viver (NOT!)², vamos recapitular que, um dia, lá no finado século passado, os anos 80 aconteceram. E uma década depois, eles foram hype. Depois, passaram a ser pop. E depois, boring. E terminaram como insuportáveis e ninguém mais tem estômago pra eles. Tanto que John Hughes morreu, Michael Jackson morreu, Corey Haim morreu, Cindy Lauper morreu, (embora ainda não tenha se dado conta).

Fizemos revival nas festas, nas músicas, na moda, no cinema. O batom rosa-choque (medo), as franjas, as balonês, os coletes, as ombreiras voltaram. Dançamos A-ha até o chão. Revimos Goonies. Demos risadas e fizemos sessões de lembrança de nossas infâncias. E ok, foi divertido até um certo ponto, e prometemos arquivar o melhor do pop 80’s bem lá no fundo nos nossos saudosos corações.

Mas agora, dá pra exorcizar?

Vomitei verde-limão

Vomitei verde-limão

Brigada!

*Dany Darko nasceu e cresceu no auge do pop dos anos 80, mas aposentou as polainas quando uma década se multiplicou em três. Arranha o vinil aqui, às quartas.

9 Comentários

Arquivado em avisei que era bafona, correspondente internacional, Dany Darko, fica aí a dica, vergonha alheia

9 Respostas para “Anos 80, de novo?

  1. MELHOR COLUNA!!!!

    Lembro que em 2003 já não dava pra aguentar as festas balonê no Ocidente, imagina hoje. Pior é que em São Paulo tem uma casa noturna dedicada SOMENTE aos anos 80. Esses dias meu amigo conseguiu VIP (NOT) pra festa e me convidou. Ignorei o convite, p0r que, ai, não dá, né bee?

    Mas confesso que estou desesperado pelo documentário da Rita Cadillac, a rainha do povo. Tem como não amá-la?

    Dany, este teu post deve ser impresso e entregar a todos que ainda achama que os 80 e o Bozo são hype.

    Quem aguenta?

    (mas confesso que adoro me jogar no voyage, voyage…)

    • Rafa, pior nem é a festa anos 80, mas o ingresso VIP. E, te juro, acho que tenho ouvido mais Voyage Voyage nos ultimos tempos do que nos 80’s.
      Aguardamos com ansiedade o documentário da Rita Cadillac, entonces (:

  2. vini

    excelente!
    eu odeio o phil collins mais que tudo nessa vida.
    mas a cyndi lauper não morreu, vai. em 2008 ela lançou um cd que curti bastante, bring ya to the brink. e ele não é 80s.
    eu tenho a seguinte teoria:
    estamos sempre duas décadas atrasado.
    nos anos 70 fizeram grease sobre os 50. depois nos anos 90, teve o revival dos 70, logo nos 2000s tivemos o revival dos 80s que não quer acabar. em 2010s teremos o revival dos 90s.
    eu sei que eu nascido em 84 me jogava com RPM aos dois anos de idade. pedi pra mãe comprar o vinil de radio pirata ao vivo.
    mas eu faço qualquer década musical sem problema.

  3. Vini, dei muita risada com o teu comentário sobre o tio Collins, que eu também não posso nem ouvir o nome. E eu tenho um amigo aqui que idolatra PC até o último glóbulo vermelho. Fazer o quê, cada um com suas preferências. A gente aguenta, em nome da amizade (:
    E confesso que eu nao ouvi o cd novo da Cindy, mas ela cantou em um programa da tv francesa e foi trash. A voz dela está (estava, durante essa ocasiã, ao menos) horrével.
    Eu também faço qualquer década musical sem problema (mentira!!!)😀

    • vini

      gente, mas tem tanta celebridade no mundo melhor pra se idolatrar? eu arrepio só de pensar em against all odds… e ainda tem a versão de mariargh carey.
      cindy está gordinha. haha. ao vivo não vi, vou procurar no you tube depois.
      e em matéria de 80s, o povo ama take on me do a-ha. vão à loucura. e tainted love do soft cell, q na verdade é um cover e pouca gente sabe disso. #momentoinformativonumcomentário.

  4. ai, gente…Tenho visto umas criaturas com umas roupitchas fluo que não tem óculos escuros que protejam os olhos. Ainda vão causar algum acidente de trânsito…

  5. Di

    como diria o Rafa:

    ” Quem aguenta?”

    hehehe

    ótimo post Dany.

    Beijão e agora to de volta ao mundo blogueiro.
    Tava com saudades dos teus posts.😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s