Estou mais phino essa semana, e você?

Por Rafa*

Estou mais phino essa semana, como vocês já devem ter percebido pelo título da coluna de hoje. Nada tem a ver com a teoria da dignidade ou com os dois quilos que perdi. Tem tudo a ver com os amigos queridos que estão lançando seus livros.

Hoje, em Sampa, é a vez da Ju arrasar. Pra quem não conhece a gata e a história dela, eu conto, resumidamente. A fofíssima Juliana Carvalho tava no final da adolescência e de repente se viu numa cadeira de rodas.

No livro, ela mostra que, sim, é possível ser phina, mesmo com uma inflamação na medula. Maior orgulho da moça, hoje vou lá dar um beijo nela e pegar autógrafo.

Outro gaúcho que vai bombar é o Flávio Wild, mais conhecido neste espaço como o administrativo, lembra dele? Olha só as fotos e a capa do livro. Pra deixar a coluna de hoje mais phina ainda, tem um trecho de um de seus contos. O lançamento é amanhã, em Porto (queria tanto ir…).

“Véspera do Palio, noite de verão aos pés de Siena. As ruas de ontem são hoje e para sempre. Pessoas sem rosto, sem data. Cruzei a Piazza Il Campo vigiado pela terracota dos palácios: o piso de ladrilhos oblíquos, sua forma igual a concha de um molusco. Fachadas de pedra ocre enfeitadas por célebres janelas. Bandeiras tremulam nos nichos, nas sacadas. Vermelhas, azuis, brancas. E pelas balaustradas os pombos do tempo, infatigáveis, vigiam aquele céu, aquela terra, em nome de um Deus piedoso.
Dentro das muralhas da cidade, nas praças, pelas ladeiras estreitas, não se distingue morador ou visitante. Difícil encontrar nesse cenário aquele que nada sabe e vai percorrer o mesmo caminho todos os dias, insensível ao lugar. Os que andam por Siena não conhecem hábito e rotina. Possuem no olhar um êxtase. São viajantes imóveis, penetrando nos instantâneos imaginários. Porque é Siena quem captura qualquer alma humana e a faz saborear as ruas pedregosas, os degraus, o fino silêncio medieval, como se todos fossem filhos.”

(trecho do conto “Silêncio em Siena”, de Flávio Wild)

Não é muito bem relacionado este colunista de vocês?

*Rafa acredita na máxima “diga-me com quem andas que te direi quem és”. Com os phinos aqui, às segundas; com os elegantes, por aí, nos outros dias.

Deixe um comentário

Arquivado em contribuição phina, escrita phina, fica aí a dica, Rafa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s