Arquivo do autor:Caroline Andreis

Pretty Little Liars

*Por L’Andreis

Blair Waldorf não é minha personagem favorita da nossa série do coração, Gossip Girl. Apesar de ter consciência de nossas semelhanças, gosto mais da nova boa moça com passado Lindsay Lohan, Serena Van Der Woodsen.

Bom, ao que parece, eu não sou maioria. Trending Topic Brasil no Twitter há dois dias, Pretty Little Liars é uma série de livros da escritora Sara Shephard, que agora vira série de TV com não uma, mas quatro Blairs Waldorfs e/ou Georgina Sparks. O público é o mesmo, fashionistas fãs de Sex and the City e suas versões jovens e universitárias. Claro que vou assistir.

Os livros contam a história de quatro garotas –Spencer, Hanna, Aria, e Emily_, que têm suas moles vidas modificadas pelo desaparecimento da sua líder, Alison. Três anos depois, elas começam a receber mensagens de texto de alguém usando o nome “A”, que ameaça expor seus segredos – inclusive há muito tempo escondido onde elas pensavam que somente Alison sabia.

Semelhanças com GG óbvias: garotas lindas, ricas e bem-sucedidas com reputação ameaçada por suas besteiras passadas e o bom truque da mensagem de texto, Deus-ex-machina dos seriados atuais, perfeito para trazer soluções e criar conflitos do nada.

Para as marcas concorrentes das que aparecem em GG, é um alento. Ter uma roupa ou acessório desfilado por Blair ou Serena está cada vez mais caro. O programa é uma vitrine para novos lançamentos, modismos e atitudes fashion que agora disputará a audiência com Pretty Little Liars.

Aviso os produtores que, caso haja uma ruptura entre os fãs da garota fofoqueira e os das pequenas mentirosas, vou continuar com Serena. Já me fidelizei ao estilo de Blake Lively e prefiro NY Pa Pensilvânia. Além disso, poucos sabem, somos xarás, o nome completo da personagem é Serena Caroline Van Der Woodsen.

*L’Andreis aparece aqui toda sexta para comentar e te explicar Trending Topics do Twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em fica aí a dica, L’Andreis

Eu e Copa

O dia em que Dunga acertou...

O dia em que Dunga acertou...

Por L’Andreis*

Enquanto Brasil empatava com Portugal, eu estava na Praça de Alimentação vazia de um shopping center em São Paulo colocando a vida em dia. Sim, porque é para isto que estão me servindo os jogos da seleção, aproveitar o cenário de filme de zumbi que se forma ao meu redor para responder emails, escrever pro EBDP, adiantar projetos.

Claro que nem tudo pode ser feito, as lojas estão fechadas e as cornetas em chamas, nada de compras e concentração. Ao ver algum ser vivo, ele normalmente vem com cores berrantes que deve se ter muito cuidado ao combinar, que, no caso, esses não tem: verde e amarelo.

(Alguém, por favor, avisa que jogo a seleção não é desculpa para cafonice.)

Não me chamem de anti-patriota, só não tenho paciência para assistir TV por 90 minutos acompanhada de gente fazendo comentários ou assoprando vuvuzela. Entendam, eu acho o Dunga uma pessoa ótima, estou do lado dele contra o Tadeu Schmitt e sua arrogância, mas, não, eu não vou ficar na poltrona me emocionando com dribles e chutes.

Sei que vocês não esperavam que eu fosse uma torcedora exemplar, mas, caso tenham se decepcionado, saibam que eu torço muito para que nosso técnico fã de Herchcovitch venha com aquela taça dourada horrorosa dentro da Louis Vuitton.

*L’Andreis não queria ter nascido Argentina, porque lá também acham que jogo é igual travesti: bagunça. Escreve aqui entre e quinta e sábado, mas fique sabendo sobre ela sempre no twitter @carolandreis.

3 Comentários

Arquivado em É o Brasil!, fica aí a dica, L’Andreis, vergonha alheia

Que presente não dar para o seu namorado

  • L´Andreis

Amanhã é dia dos namorados e em todos os sites desse Brasil tem dicas para você presentear seu guapo e agradá-lo. Bom, aqui é diferente, se você quiser agradá-lo, fuja destas dicas. Se você já comprou uma dessas, dá tempo ainda de jogar fora. E, bem, se seu objetivo for irritá-lo, pode mandar e-mail pra nós que a gente ADORA bafão e te ajuda nessa, garota.

  1. Corações

Eu não entendo porque os shoppings e tudo mais que se mexe se enche de corações no dia dos namorados. Já viu um cara hetero e potencial namorado andando por aí com corações? Eles não compram? Devem ficar nervosos tadinhos, com esses cenários de Power Puff Girls. Pelo menos em casa, eles podem relaxar, então, gatinha, fuja de porta-retratos, estojos, mouses, pingentes, enfim, tudo de coração. Se puder, evite até o papel de presente deste jeito.

  1. Brinquedos

Se você está aqui lendo este blog você é adulta e assim também deve ser seu namorado. Ele pode amar joguinhos, bonequinhos, e etc., mas cabe a você, força impulsora da maturidade no seu homem, evitar esse tipo de mimo.

  1. Seu estilo

Todas nós amaríamos que os nossos namorados se vestissem igual a nossos ídolos, infelizmente, nem todos, mesmo nossos escolhidos tem o porte do George Clooney ou o estilo do Pete Doherty, então não vamos forçar a barra. Se você for dar uma roupa ou acessório, não empurre pra cima dele coisas que você sabe que nem por amor ele vai conseguir usar. Respeite o estilo dele e, devagarzinho, vá moldando pro ideal. Funciona.

  1. Utilitários

Carteira, meia, porta-DVD, pasta, organizadores mil. Se seu namorado é desleixado e precisa disso, leve ele pra comprar em outro dia, fora da data romântica. Se você der algo assim pra ele em um momento de amor, vai estragar todo o clima.

  1. Casa dengosa

Homens heterossexuais que gostam de mulheres podem ter casas bonitas, porém, contudo, todavia, não será um vaso Ming seu presente ideal no dia dos namorados. #ficaadica

*L´Andreis ainda não comprou o presente do dia dos namorados.

4 Comentários

Arquivado em avisei que era bafona, fica aí a dica, L’Andreis

Dia Mundial do Orgulho Nerd

* L´Andreis

Não lembro quando foi que entendi o que era um nerd. Certamente foi em alguma parte dos anos 80 e com certeza a minha felicidade veio exatamente por a palavra estar no plural. Eram mais de um, um grupo e eu poderia pertencer a ele. Jogar RPG, videogame, escutar as músicas que não estavam na rádio e ler os livros que a professora não pedia, tudo isso fazia parte desta cultura que hoje é comemorada e me deixa  mais feliz que Han Solo quando soube que Léia e Luke eram irmãos. Você pode perguntar como de nerd virei phina e vai ficar sem resposta. Não há nada mais phino que um nerd cheio de orgulho e malícia.

Parabéns a todos!

* L´Andreis é nerd. Se você também for, siga o twitter @nerdDEZ e ganhe kits nerds.

1 comentário

Arquivado em fica aí a dica, L’Andreis, tendência

De volta

* Por L´Andreis

Voltar de viagem é triste. Sei que tem gente que viaja só pra voltar, pra valorizar o conforto de casa e do conhecido e, claro, pra mostrar as fotos pra todo mundo. Não faço parte desse grupo. Tenho banzo da visita.

A Europa, mesmo em crise, nos permite andar com a mochila nas costas sem nos preocuparmos se alguém vai roubar, nos deixa caminhar de noite e até de madrugada por ruas vazias sem paranóia e nos oferece a melhor comida do mundo por quaisquer 10 euros, como aconteceu conosco em Algeciras, cidade que foi nossa passagem para o Marrocos, de onde pegamos uma balsa até Tangêr.

Ao chegarmos na cidadezinha portuária eram 10 horas da noite e as ruas estavam vazias. Tínhamos que caminhar da rodoviária até o hotel e nos perdemos. Alguns bares estavam abertos e dentro havia apenas marinheiros maus da turma do Brutus do Popeye. Só ficamos calmos quando chegamos ao hotel, mas daí faltava comida. Pensei em ficar na água, mas meu namorado insistiu pela janta. Percorremos ruelas pontuadas de tipos com cara marroquina e jaqueta de couro preta até chegar à simpática praça principal da cidade. Foi aí que nos acalmamos: os mesmos caras de jaqueta preta estavam ali, com seus notebooks ligados e abertos no meio da praça. Não era, definitivamente, um lugar perigoso.

Talvez por estarmos mais seguros, foi aí que vimos uma taberna, cheia de secretárias e funcionários públicos, que servia tapas e bebida. Pedimos direto uma porção de jamón ibérico e vinho. Foram os 10 euros mais felizes da viagem. A adrenalina baixou e aproveitamos aquele jamón como o melhor de nossas vidas, e, naquele ponto da viagem, era mesmo.

Daí eu chego aqui e vou no Zaffari e o melhor que me oferecem é uma copa da Perdigão.

*L´Andreis é brasileira e não desiste nunca (de sair daqui). Escreve aqui todas as quintas, esteja onde estiver, e sempre no twitter @carolandreis.

4 Comentários

Arquivado em É o Brasil!, correspondente internacional, L’Andreis, trip phina

Utilidade pública

* Por L´Andreis

Vamos fazer deste blog hoje um espaço de utilidade pública, sendo este público meus amigos que estão perguntando “cadê as fotos?”. Não sou do tipo turista japonês que fotografa a coisa antes de ver. Tirei poucas fotos e em nenhuma delas perdi mais de 10s querendo transformar o registro em obra de arte, mas taí um pouco de Barcelona:

Parque Miró: A Mulher e o Pássaro (BCN)

Sagrada Família: como nós, sempre em construção

Saudades de casa. NOT.

* L´Andreis está como miss que acabou de receber o título: ainda não consegue falar. Mesmo assim, dá um jeito de se expressar toda a quinta aqui e sempre no twitter @carolandreis.

2 Comentários

Arquivado em correspondente internacional, L’Andreis, trip phina

Volta ao mundo antes do vulcão

Por L’Andreis*

Tenho que pensar para saber que dia é hoje. Sinto que faz um tempo que a jornada de trabalho dobrou e tirei horas não sei de onde para fazer turismo em seis países. Da visão de uma viajante líquida, que passou longe do aprofundamento, como se soubesse que o vulcão ia explodir e era melhor parar de voar antes dos aeroportos fecharem, saiu a lista abaixo:

MADRID
Adoro essa cidade. Foram duas passadas até agora e não cansei.

LONDRES
O problema de Londres é o excesso de pessoas com bom senso no mundo que escolheram a cidade para morar. Se não fosse pelo atrolho, não tinha pra nenhuma outra cidade no mundo.

BERLIM
Os amigos apaixonados pela capital alemã, por favor, me desculpem, mas não foi dessa vez que Berlim me convenceu.

ROMA
Em um mundo ideal, eu fecharia Roma para uma festa com meus amigos que terminaria com banho na Fontana di Trevi. No mundo atual, eu tenho que dividi-la com pencas de turistas.

BARCELONA
Já Barcelona me convenceu. Se da primeira vez me pareceu um parque de diversões para estudantes de arquitetura, desta vez adquiriu vida e personalidade.

GRANADA E SEVILLA
Vá. Não morra sem ver.

TANGER
Ver a Baia de Tanger da janela do hotel vale os achaques que começam no porto e só acabam no saída. As diferenças culturais chegam a incomodar ao mesmo tempo em que são perdoadas por serem responsáveis por aquela arquitetura fabulosa.

L’Andreis ainda está no velho mundo. Dá sinais de vida aqui, toda a quinta.

5 Comentários

Arquivado em correspondente internacional, L’Andreis, lugares com PH, trip phina